Sinpma13/10/2021
WhatsApp-Image-2021-10-13-at-17.40.08-1280x606.jpeg
2min4720

No início da tarde desta quarta-feira (13/10), parte da diretoria do Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Ensino de Anápolis (SINPMA) se reuniu com a secretária municipal de Educação, Eerizânia Freitas e demais membros da Secretaria Municipal de Educação (SEMED).

A pauta central da reunião foi quanto a reposição salarial da categoria que está defasada desde 2019. Segundo a secretária de educação, a previsão é de que ainda nesse mês de outubro, uma nova reunião seja agendada para resolver essa pauta, com a participação do secretário de Economia, que apresentará uma proposta da Administração Municipal que será levada à categoria.

De acordo com a presidente do SINPMA, profª Márcia Abdala, ainda durante a reunião, houve o questionamento quanto ao pagamento dos professores novatos e licenciados que tiveram que realizar reposições de aula nos meses de setembro a dezembro, referente ao período março a junho em que as unidades escolares estavam com as atividades suspensas devido à pandemia.

“Por direito, estes professores novatos e licenciados não precisariam repor essas horas-aulas, pois não estavam em pleno exercício das suas atividades no período que estas aulas deveriam ter sido ministradas. No entanto, a Secretária de Educação afirmou que o pagamento dessas aulas será realizado no mês de novembro”, explicou a presidente.

Quanto às novas orientações de flexibilizações dos protocolos para ampliar o percentual de estudantes presenciais nas unidades escolares, o mesmo será informado até a próxima sexta-feira (15/10). “Por enquanto, o que nos foi repassado é que a SEMED aguarda o posicionamento da secretaria municipal da Saúde para que haja a publicação de um comunicado de como será realizada o retorno presencial dos estudantes às unidades escolares de agora em diante”, destacou a profª Márcia Abdala.

Anápolis, 13 de outubro de 2021.

#SINPMA

Sinpma12/05/2021
NOTA-DE-REPÚDIO-1.png
3min10880

Em Anápolis, no ano de 2016, contrariando a Lei Federal nº 11.738/2008 – Lei do Piso Salarial Profissional Nacional para os Profissionais do Magistério Público da Educação Básica (PSPN), aprovou, por meio da Câmara Municipal, a Lei nº 3.821/2016, onde estabeleceu que o pagamento da reposição salarial dos professores fosse dividido em quatro parcelas, entre os meses de março a dezembro de 2016, referente ao índice de 11,36%; sendo:
– 2% no mês de março;
– 2% no mês de julho;
– 2,68%  em setembro;
– 4,2421% em dezembro.

Desse modo, o Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Ensino de Anápolis (SINPMA) ajuizou a ação para o pagamento das diferenças salariais dos professores, os quais sofreram prejuízos financeiros, pois não receberam a integralidade do índice do Piso Salarial proposto para 2016, desde o mês de janeiro.

Assim, foi julgada procedente a ação em 1º Grau, declarando a ilicitude do parcelamento do reajuste anual do vencimento dos professores da Rede Municipal de Educação, definido pela Lei Municipal n.º 3.821/16, condenando o município de Anápolis a pagar em favor dos professores as diferenças salariais decorrentes desta aplicação errônea do percentual de 11,36%; tomando-se como referência a apuração dos índices restantes de reajuste no mês de janeiro/2016, mês em que deveria ter sido atualizados os salários de forma integral.

De acordo com a presidente do SINPMA, profª Márcia Abdala, a primeira etapa do processo foi conquistada. “Após quatro anos, nós professores alcançamos hoje o reconhecimento, mesmo em primeira instância, essa decisão nos traz ânimo. Agora vamos aguardar o desenrolar do processo, pois ainda cabe recurso. Por isso, todas às vezes que procuramos a Administração Municipal, tentamos de todas as formas para conseguirmos nossos reajustes na base do diálogo, pois sabemos o quão a justiça é morosa. Que os professores sejam ressarcidos, conforme suas perdas oras reconhecidas”, explicou a presidente.

Anápolis, 12 de maio 2021.

#SINPMA

Sinpma15/01/2021
WhatsApp-Image-2021-01-15-at-14.43.50.jpeg
2min4270

O Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Ensino de Anápolis (SINPMA) convoca a categoria para a primeira Assembleia Geral Virtual do ano que será realizada na próxima quarta-feira (20/01), às 17 horas (em primeira chamada) e de forma remota.
Na pauta estão: defasagem salarial; retorno às aulas (segurança) e informes gerais.

Segundo a presidente do SINPMA, Profa Márcia Abdala, o ano de 2020 foi atípico e para a categoria não foi diferente.

“Tivemos dificuldade de diálogo com os professores devido ao distanciamento exigido neste período de pandemia, mas para 2021 precisamos retomar nossas pautas de luta”, afirmou Márcia Abdala.

Ainda de acordo com a presidente do SINPMA, a primeira assembleia geral do ano será de forma virtual, respeitando os protocolos de segurança, mas sem deixar de tratar dos assuntos de interesse da categoria.

“Convoco a todos os professores e professoras para juntos deliberarmos o nosso futuro”, ressaltou Márcia Abdala.

EXPEDIENTE:
Assembleia Geral Virtual
20/01 (quarta-feira)
17h – primeira Chamada
17h30 – segunda chamada
Acesse a reunião pelo link: https://meet.google.com/kyt-anza-wyp

#SINPMA

Sinpma15/01/2021
FOTO-1-2.jpg
4min3210

Na tarde desta sexta-feira (15/01), a presidente do #SINPMA, Profa Márcia Abdala e a diretora do SINPMA, Profa Anna Karla, cumpriram mais uma tarde de trabalho, cumprindo a #agenda na sede da #CâmaraMunicipaldeAnápolis visitando os vereadores: Delcimar Fortunato, José Fernandes, Jakson Charles e João da Luz.

Na #pauta tratamos sobre nossas demandas: #pisosalarial #database #planodecarreira.

A agenda de trabalho continuará nos próximos dias, visitando os demais vereadores de #Anápolis.

#SINPMA

Sinpma22/12/2020
WhatsApp-Image-2020-12-22-at-16.49.15.jpeg
3min9460

Esse é o presente dado pela atual Administração Municipal a todos os servidores públicos municipais, às vésperas do Natal.

Em Sessão Extraordinária realizada nesta terça-feira (22/12), o Projeto de Lei que previa a reestruturação do Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Municipais de Anápolis, foi aprovado. Dentre os vereadores presentes, apenas três foram contrários ao Projeto de Lei:  Jean Carlos (DEM), Profa Geli Sanches (PT) e Alfredo Landim (PT).

Dentre as piores medidas previstas na nova Lei são:
•Aumento da contribuição do ISSA (servidores) de 11% para 14%;
•Aumenta a idade para ter direito à aposentadoria de todos os servidores;
•Amplia o número de representantes do executivo nos Conselhos de Deliberativo e Fiscal do ISSA;
•Regime de Previdência Complementar, entre outros.

No caso dos professores, em efetivo exercício das funções de magistério na educação infantil e no ensino fundamental, os requisitos de idade e de tempo de contribuição serão:

I – 51 anos de idade, se mulher e 56 anos de idade, se homem;

III – 52 anos de idade, se mulher e 57 anos de idade, se homem, a partir de 1º de janeiro de 2022.

De acordo com a presidente do SINPMA, profa Márcia Abdala, a remuneração também será afetada, serão novas regras e cômputo de idade e tempo de contribuição serão decisivos nos cálculos da remuneração dos professores, e claro, a categoria será prejudicada financeiramente.

“As lutas são constantes, são muitas tribulações ao caminhar, mas isso não nos desmotiva, nem tão pouco nos enfraquece, pelo contrário todas as batalhas travadas entre trabalhadores versus administração, servem para deixar cada vez mais claros nossa posição, fortalecendo a consciência de classe de cada professora e professor. Reforça e evidencia a missão do SINPMA em defesa incondicional dos professores e dos seus direitos e também escancara para todos os servidores e a comunidade anapolina o nível administrativo previsto para os próximos quatro anos”, afirmou Márcia Abdala.

Ainda segundo a profa Márcia Abdala, mais uma vez os servidores municipais arcam sozinhos com os ônus da aprovação dessa Lei, aprovada como de costume, em sessão extraordinária à revelia e sem o aval do Conselho Deliberativo do ISSA (COMAP).

“O desmonte do ISSA foi feito ao longo dos tempos, e agora quem paga a conta somos nós professores e servidores. Esse é o presente que recebemos de Natal da Administração Municipal: ‘um verdadeiro pacote de maldades’”, desabafou Márcia Abdala.  

Anápolis, 22 de dezembro de 2020.

#SINPMA

 

 

 

 

Sinpma20/07/2020
WhatsApp-Image-2020-07-20-at-13.56.46.jpeg
1min8520

Segue a Carta Aberta encaminhada aos deputados federais e senadores da Bancada Goiana em defesa da imediata aprovação do novo FUNDEB

Uma ação conjunta entre: SINPMA, OAB-Subseção Anápolis, Câmara Municipal de Anápolis, SINTEGO, Conselho Municipal de Educação de Anápolis, Conselho do FUNDEB, SindiAnápolis, PMP/Grupo da Praça e SINTEEA

Pedimos a todos troquem suas fotos de perfis nas redes sociais e entrem nessa Campanha conosco.

Nenhum de nós é tão forte como todos nós juntos!



  

Sinpma13/02/2020
WhatsApp-Image-2020-02-13-at-19.18.56-1.jpeg
2min7120

No início da noite desta quinta-feira (13/02), o Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Ensino – SINPMA – convocou a categoria para uma Assembleia Geral na sede do sindicato. A Rua 7 de Setembro ficou tomada por professores que fecharam a via durante a atividade. Ao final, deliberaram pela realização do Dia “D” de paralisação na próxima terça-feira (18/02).

Segundo a profª Márcia Abdala, amanhã cedo, a administração municipal será comunicada quanto à paralisação. Ela reforça ainda que a categoria está disposta a ouvir a contraproposta do Poder Executivo.

“Estava prevista uma agenda essa semana com o prefeito para a apresentação dos dados econômicos da Prefeitura e eles fazerem uma contraproposta quanto ao índice do Piso Salarial deste ano. Como não obtivemos posicionamento mais uma vez da administração, a assembleia estava marcada e continuamos com o informe direto à categoria.

A presidente do SINPMA ainda reforça a importância da mobilização da categoria para a agenda de luta.

“Na próxima terça-feira (18/02) às 8 horas, na Praça da Prefeitura, convocamos todos os professores a estarem presentes. Precisamos nos movimentar, nos mobilizarmos e pedimos que todos estejam presentes para que possamos fazer um grande ato e que possamos ser atendidos pelo prefeito em nossas reivindicações”, afirmou a presidente do SINPMA.

Anápolis, 13 de fevereiro de 2020

#SINPMA

Sinpma11/09/2019
FOTO-6.jpg
2min8260

Na tarde da última segunda-feira (09/09), a diretoria do Sindicato dos Professores da Rede Municipal da Rede Municipal de Ensino de Anápolis (SINPMA), composta pela presidente, profª Márcia Abdala; o vice-presidente, profº  Aparecido José da Silva e a secretária geral,  Fabiane Santos de Sousa; se reuniram com os secretários: Raquel Antonelli (Governo e Recursos Humanos) e Alex Martins (Educação).

Na pauta foram discutidos diversos assuntos, dentre eles a questão dos atestados médicos e a comissão de negociação.

Quanto aos atestados médicos, os secretários de Recursos Humanos e Educação definiram que apresentarão, em breve, uma plataforma que seja lincada automaticamente ao sistema do ponto eletrônico e a perícia médica, mas enquanto isso, não tem uma medida paleativa para solucionar o problema aparente.

Em relação a Comissão Permanente de Negociação (CPN), instituída no dia 11 de julho de 2019, publicada no Decreto nº 43.822, a qual deveria se reunir uma vez por mês e até o presente momento, ainda não se reuniu, ficou definido que a secretária de Recursos Humanos, juntamente com o presidente da CPN irá estabelecer um cronograma de reunião, com a periodicidade de uma vez por mês e estabelecer essas definições das negociações quanto a reposição salarial, tendo em vista que estamos já há três meses para o fim do ano.

Anápolis, 09 de setembro de 2019

 

#SINPMA

 

 

 

 

 

Sinpma – Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Ensino de Anápolis

Nenhum de nós e tão forte como todos nós juntos!

Filiado a:

Links úteis:


Assine nossa newsletter